11 de jul de 2012

Resenha de O Dia da Caça





O Dia da Caça de James Patterson.

Sinopse:  Alex Cross está diante do criminoso mais cruel que já enfrentou Quando o detetive Alex Cross é chamado para investigar um caso de assassinato, depara-se com a cena de crime mais terrível que já viu em toda a sua carreira: uma família inteira foi morta dentro de casa. Tudo fica ainda mais chocante quando ele descobre que uma das vítimas é Ellie Cox, sua ex-namorada dos tempos de faculdade. Furioso, Cross decide pegar o assassino a qualquer custo. Logo depois outro crime acontece, novamente envolvendo uma família inteira, só que dessa vez alguns membros dela estavam nos Estados Unidos e outros, na África. A investigação leva a crer que o assassino, conhecido apenas como Tiger, viajou para a Nigéria. Sem hesitar, Cross vai atrás dele. O detetive entra numa caçada implacável, numa terra sem lei. Ao chegar lá, Cross se vê diante de um terrível cenário de miséria, violência e guerra civil iminente. Sem nenhuma ajuda, ele se envolve numa luta contra a corrupção e contra uma conspiração que parece não ter fronteiras, que pode pôr em risco sua vida e a de todas as pessoas que ele ama.

Editora: Sextante
Páginas: 224
Tema: Ficçao Policial



Eu ganhei este livro, mas já estava na minha lista de desejados assim que ouvi falar dele. Estou numa fase policial que não quer passar de jeito nenhum.

Diferente de “4 de julho” que prendeu a minha atenção do início ao fim, O Dia da Caça demorou a me conquistar, o início me deixou frustrada por causa do assassino, o detetive Cross não deu sorte na sua jurisdição e quando decidiu ir atrás do assassino na Nigéria é que ficou tenso e eu não queria mais largar o livro querendo saber o que ia acontecer.
O livro é muito ágil, sem enrolação, e sempre tem alguma coisa acontecendo. Tem muita violência, cenas impactantes e conspiração.
Para quem não leu nada do detetive Cross, como eu, não vai achar dificuldade de entender, no livro menciona algo sobre o passado dele, mas o que realmente interessa é resolver o caso.

Definitivamente quero ler outros livros sobre o detetive Alex Cross.

Um comentário:

  1. Eu dei esse livro de presente para meu pai e ele adorou, eu ainda vou ler. Gosto muito desse gênero,
    É ruim e bom ao mesmo tempo quando um livro deixa a gente frustrado, pois podemos largar de vez ou prender mais a nossa atenção, para ver se vai acontecer no fim aquilo que queremos, ou o quer passamos a querer como as mudanças do fatos.
    Adorei a resenha.
    Beijos,
    Bruna Camposs

    ResponderExcluir