18 de out de 2012

Resenha de O Resgate do Tigre



O Resgate do Tigre - A Saga do Tigre, de Colleen Houck
432 páginas - Editora Arqueiro


Sinopse: Kelsey Hayes nunca imaginou que seus 18 anos lhe reservassem experiências tão loucas. Além de lutar contra macacos d'água imortais e se embrenhar pelas selvas indianas, ela se apaixonou por Ren, um príncipe indiano amaldiçoado que já viveu 300 anos. Agora que ameaças terríveis obrigam Kelsey a encarar uma nova busca – dessa vez com Kishan, o irmão bad boy de Ren –, a dupla improvável começa a questionar seu destino. A vida de Ren está por um fio, assim como a verdade no coração de Kelsey. Em O Resgate do Tigre, a aguardada sequência de A Maldição do Tigre, os três personagens dão mais um passo para quebrar a antiga profecia que os une. Com o dobro de ação, aventura e romance, este livro oferece a seus leitores uma experiência arrebatadora da primeira à última página.








Não tem como falar do segundo volume da saga do tigre sem escapar alguns spoilers do primeiro volume. Quem leu A Maldição do Tigre, sabe que a Kelsey deixou seu príncipe na Índia para que ele possa conhecer outras pessoas e não ficar preso a ela. 
Assim que ela chegou em sua nova casa, sentia-se tanto a falta dele que fez de tudo para esquecê-lo, se dedicou aos estudos e tentou sair com outros rapazes, o que ela percebeu que jamais conseguiria encontrar alguém melhor que Ren.
Mas Ren não conseguiu ficar mais um segundo longe se sua amada e foi correndo para seus braços. Deixando de fora alguns detalhes (não quero estragar a leitura de vocês), finalmente ela assume sua paixão por Ren e eles começam um namoro, que não dura muito tempo, pois Lokesh está atrás da Kelsey para atrapalhar os tigres a voltarem a ser humanos. Com a ajuda de Kishan, Kelsey consegue fugir, mas Ren é capturado.


De volta à Índia, Kelsey continua seus treinamentos para o que possa acontecer na busca pelo segundo presente de Durga. Depois de descobrirem quem procurar e onde, eles partem para procurar o presente. Tudo dá certo, achei tranquilo demais, e mal esperava os problemas começarem. Enquanto isso, Ren continuava capturado e sem notícia de seu paradeiro.
E o que seu irmão e sua namorada fazem enquanto ele está sendo torturado??? - Essa coisa de triângulo amoroso não é comigo, e eu não queria que tivesse isso nesta história, gosto do Kishan sendo ele mesmo, mas dando em cima da namorada do irmão, confundindo os sentimentos dela, eu achei isso muito forçado e muito feio. E a Kelsey fraquejar pelo cunhado, achei ruim, muito ruim. Tirando isso, gostei menos ainda do final do livro, e darei um conselho, não importa a sua curiosidade, não leia nenhuma palavra dos últimos capítulos, nem leiam os nomes dos capítulos antes de chegarem neles, resistam a tentação, evitará sofrimento antecipado. Eu cai na tentação e a leitura não foi fácil, porque eu ficava me perguntando o tempo todo o que aconteceu para ter terminado daquele jeito. Mas eu sei que tem que ter dificuldades antes da felicidade, então eu vou esperar que até o final da saga tudo se ajeite.


No geral este livro é bom, me prendeu do início ao fim, teve mais ação que A Maldição do Tigre, mais romance também. E assim como o primeiro, este me deixou louca pela continuação. Ai, como eu sofro...



4 comentários:

  1. Ainda não li o primeiro da série, e agora que li sua resenha fiquei arrependida! hahaha Também já sei o que vai acontecer no primeiro, mas ainda quero muito ler.
    Adoro um bom romance, e, como você disse, sempre torço para que as coisas deem certo, então espero ler a série em breve para ter uma opinião formada.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Nossa... existe um problema terrivel, é esse de ler algumas palavras ou capitulos finais... tem hora que a curiosidade é maior, ja fiz isso e me arrependo...rsrs mas to aprendendo a me segurar... não vejo a hora de ler..
    *_*

    ResponderExcluir
  3. Não li o primeiro livro, mas já me disseram que era muito bom, e que eu estava perdendo uma oportunidade muito grande.
    E se esse tem mais ação que o primeiro, uaaal, então estarei esperando muito dessa série KKK
    eu adoro/odeio livros que me fazem sofrer. Odeio, porque isso incomoda, e adoro porque se me fez sofrer, quer dizer que o livro superou as expectativas.
    Parabéns pela resenha!

    Beijos, Lê

    ResponderExcluir
  4. Realmente, parece ser um livro muito bom, quero muito ler.

    beijos

    ResponderExcluir